Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘alcool’

O recorde no licenciamento de veículos flex novos no Brasil, estabelecido no primeiro semestre deste ano, consolida em definitivo a preferência do consumidor pelo etanol, avalia a União da Indústria de Cana de Açúcar (UNICA).
Segundo os dados divulgados na segunda-feira (06/07/2009) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram emplacados mais de 1,2 milhão de veículos flex, o que representa 92% do todos os automóveis e veículos comerciais leves (ciclo Otto, que exclui motores a diesel) emplacados no período.
Os números mostram um crescimento de 5% nos licenciamentos de modelos bicombustível de janeiro a junho de 2009, em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Vivemos uma situação de preferência irreversível dos consumidores pelo carro flex, uma opção sustentável, econômica, que gera empregos e desenvolve a indústria nacional”, avaliou Marcos Jank, presidente da UNICA.

Segundo Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA, é importante notar que, enquanto a demanda por gasolina no semestre manteve-se estável, a de etanol hidratado subiu fortemente, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). “Isto ratifica o aumento da frota dos carros flex neste semestre”, avaliou Padua.


Histórico

O carro flex foi lançado no mercado brasileiro em março de 2003. De lá para cá, a participação de mercado destes veículos só tem aumentado. A aceitação foi tamanha que, hoje, algumas montadoras sequer produzem automóveis exclusivamente a gasolina, mas somente flex. São 11 montadoras instaladas no Brasil, que oferecem quase 70 modelos deste modelo.

A mais nova fabricante a lançar um carro flex foi a Nissan, com a minivan Livina introduzida este ano. Mais recentemente, a Mitsubishi, que já produz o TR4 bicombustível, anunciou o lançamento em agosto do Pajero Sport Flex, único utilitário (SUV) flex com motor de seis cilindros, o mais pontente já produzido nesta categoria no Brasil.

Em termos de tecnologia, a última novidade foi o novo Polo, da Volkswagen, sem o tradicional tanque de injeção a gasolina, funcionando exclusivamente com etanol. A montadora pretende adotar a mesma tecnologia em outros modelos nos próximos meses.

Read Full Post »

A Chevrolet apresenta aos consumidores a linha 2010 do consagrado Celta, que ficou ainda mais competitivo no segmento dos ‘carros de entrada’ do mercado brasileiro, já que desde janeiro de 2009 vem equipado com o potente motor 1.0 Flexpower VHCE. Nesta evolução, a letra “E” foi adicionada à nomenclatura “VHC” – very high compression -, que refere-se a três importantes motivos de alteração: ecológico, econômico e energético.

A nova motorização propiciou um aumento da potência para 78 cavalos de potência quando abastecido com álcool e 77 cv com gasolina, contra os 72 e 70 cavalos, respectivamente, oferecidos anteriormente. Além do ganho no motor, o veículo também recebeu a inclusão do novo controle de aceleração eletrônico, que elimina o cabo do acelerador e melhora significativamente a dirigibilidade.

Celta 2010

Celta 2010

O Celta, lançado em setembro de 2000, transformou-se rapidamente no modelo mais vendido da linha Chevrolet. A trajetória de crescimento de produção e vendas do Celta é impressionante. Foram sucessivos recordes e, agora, prestes a completar nove anos no País, alcança a expressiva marca de 1.057.430 unidades produzidas (setembro 2000 a abril 2009) – média de 117.000 unidades produzidas por ano.

No mercado brasileiro, o Celta acumula 947.993 unidades emplacadas, considerando o período desde seu lançamento até o último mês de abril de 2009. Com 130.416 unidades emplacadas em 2008, o modelo registrou seu melhor resultado anual de emplacamentos desde 2000. Os números superaram em 4.120 unidades a melhor marca anterior, obtida em 2007, quando foram emplacadas 126.177 unidades.

Celta ainda mais competitivo

O Chevrolet Celta tem agora mais autonomia. Este crescimento foi possível, graças à capacidade do tanque que passou de 47,8 litros para 54 litros – cerca de 13% de aumento.

Os números de economia de combustível do Chevrolet Celta estão entre os melhores do mercado nacional. O modelo, quando abastecido com gasolina, faz 13,8 km/l na cidade e 16,9 km/l na estrada (média de 15,0 km/l). Já com álcool, o carro faz 9,5 km/l na cidade e 12,2 km/l na estrada (média de 10,5 km/l).

Desde janeiro deste ano, o Celta, com motor mais potente e econômico, também ganhou novas configurações para a versão Spirit, que adicionou o sistema central de travas elétricas das portas, além dos vidros elétricos dianteiros, com sistema “um toque” para subida e descida automáticas, dispositivo antiesmagamento e fechamento automático.

Para a carroceria, a Chevrolet disponibiliza três tonalidades sólidas (Branco Mahler, Preto Liszt e Vermelho Lyra) e a metálica Prata Polaris. As versões de acabamento do Celta são: Life e Spirit.

Celta 2010 versão Spirit

Celta 2010 versão Spirit

Read Full Post »

O Siena Tetrafuel, carro que conta com 4 possibilidades de abastecimento, agora ganha novidade. A partir de agora o cliente conta com duas opções para selecionar o tipo de combustível que irá usar no veículo: Flex ou Auto.

sienatetrafuel5

A opção Flex, quando selecionada pelo consumidor através do My Car Fiat, permite a utilização somente dos combustíveis líquidos, álcool ou gasolina, puros ou misturados.

Se o cliente escolher rodar com gás natural, ele deve optar pelo modo Auto, também selecionado através do My Car Fiat, que pode utilizar até quatro tipos de combustíveis (álcool hidratado; gasolina brasileira – com 25% de álcool – gasolina pura e Gás Natural Veicular). Nesta opção, a central eletrônica do modelo gerencia o tipo de combustível automaticamente, priorizando o uso de GNV, mas podendo alternar a qualquer instante para o combustível mais adequado com a necessidade do momento, sem interferência do condutor.

sienatetrafuel4

O quadro de instrumentos do modelo também recebeu modificação. No display digital agora existem duas barras que indicam consumo de combustível: uma mostra o nível do combustível líquido (lado direito), a outra o nível do GNV presente no tanque (lado esquerdo) – as duas barras só ficam visíveis juntas na opção Auto.

Galeria:

 

Read Full Post »