Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cadeirante’

Implantado pela prefeitura de São Paulo no início de 2009, o programa Táxi Acessível, que disponibiliza táxis adaptados para o transporte de cadeirantes na cidade, já virou referência para outras capitais do país. Durante a Reatech – Feira Internacional de Tecnologia em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, realizada em abril deste ano na capital paulista, visitantes de todo Brasil puderam conhecer de perto os veículos destinados ao projeto, expostos no estande da Cavenaghi, empresa responsável pela adaptação da frota destinada ao Táxi Acessível, e também no estande da SPTrans, empresa responsável pelo gerenciamento técnico e operacional do sistema de transporte urbano de São Paulo.

O mineiro Alessandro Fernandes, de 35 anos, administrador de empresas e morador de Belo Horizonte, foi um dos que conheceu os veículos e ficou muito interessado no serviço. “É um serviço muito importante para uma cidade grande como Belo Horizonte, mas infelizmente por aqui ainda não tiveram essa idéia brilhante”, comenta Alessandro, que necessita de cadeira de rodas para se locomover desde 2006, quando foi vítima de um acidente de moto que o deixou paraplégico. Para ele, trata-se de um serviço útil e inclusivo, que deveria ser apoiado pela prefeitura de Belo Horizonte, pois proporcionaria aos cadeirantes maior liberdade de locomoção. “Principalmente para os que não dirigem, que sempre precisam contar com a boa vontade de parentes e amigos, que ainda têm o trabalho de desmontar e montar a cadeira. Aqui em BH até existem muitos ônibus adaptados, com elevador e tudo, pelo menos nas linhas mais importantes, com maior demanda. Mas ainda assim o táxi seria importante. Imagina em uma emergência ter que esperar o ônibus, ninguém merece”, salienta.

Adaptados pela Cavenaghi conforme as normas do Conselho Nacional de Trânsito – Contran, os veículos que operam no programa Táxi Acessível – modelo Fiat Doblò, denominados Doblò Cavenaghi 100 possuem teto elevado, fixador de cadeira de rodas, cinto de três pontos exclusivo para cadeirante e plataforma elevatória totalmente automatizada, facilitando o acesso do passageiro com cadeira de rodas. No caso de São Paulo, há uma lei (nº 14.401, de 21 de março de 2007) que determina a obrigatoriedade de parte da frota de táxis da cidade ser adaptada para esse tipo de serviço. Para o Táxi Acessível, a prefeitura de São Paulo sorteou 80 alvarás. O custo de cada carro, incluindo a adaptação, foi cerca de R$ 90 mil, bancados pelo próprio taxista, e as tarifas cobradas têm o mesmo valor dos demais táxis – bandeirada R$ 3,50, quilômetro rodado R$ 2,10 e hora parada R$ 28,00, acrescido da taxa de R$ 3,50 por ser rádio-táxi. De acordo com o gerente de vendas da Cavenaghi, Raul Oliveira Neto, já houve um convite para apresentação do Táxi Acessível Cavenaghi ao órgão responsável pelo transporte público de BH, que demonstrou interesse em implantar o serviço na cidade, mas no momento ainda estuda o assunto.

tfollow

Read Full Post »

Empresa líder em adaptação veicular no Brasil desenvolveu projeto que oferece normas internacionais de conforto e segurança e assessorou a Secretaria Municipal de Transportes na implantação do sistema

São Paulo já conta com mais de 20 táxis adaptados com serviço exclusivo para cadeirantes e a tendência é aumentar ainda mais. Isso porque a Cavenaghi, líder em adaptação veicular no Brasil, adaptou mais de 95% dos veículos do programa “Táxi Acessível” e está com outros seis Doblôs em fase de conclusão. Os táxis são modelo Dobló Cavenaghi 100 (exclusivos), que dispõe de teto elevado, fixador de cadeira de rodas, cinto de três pontos exclusivo para o cadeirante e plataforma elevatória totalmente automatizada para facilitar o acesso, conforme prevê a lei municipal nº 14.401, de 21 de março de 2007. “Participamos do projeto do inicio ao fim e já trabalhamos com esse segmento há mais de 40 anos, sabemos das necessidades dos cadeirantes e estamos felizes em colaborar para a autonomia que esse serviço oferece para pessoas com deficiência”, afirma Mônica Cavenaghi, diretora de vendas da empresa.

Além da adaptação do veículo, os taxistas recebem treinamento na sede da empresa para manusear o sistema automatizado e dicas de comportamento para atender o cliente da melhor maneira possível. A Cavenaghi assessorou, ainda, a Secretaria de Transportes no projeto do veículo e também ofereceu equipamentos de última geração para as adaptações.

Read Full Post »