Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pneu’

Há mais de 23 anos no mercado, a Oficina Brasil – Maior Rede de Oficinas Automotivas do País, reuniu dicas que valorizam o carro para quem está pensando em vender.

O consultor técnico da rede, Antonio Cesar Costa, dá orientações importantes que auxiliam o proprietário a ter um carro sempre em bom estado, agregando inclusive valor na hora da venda. Segundo ele, manter a boa manutenção do veículo, prevenindo problemas técnicos, principalmente relacionados aos freios, e a parte externa em bom estado é o que mais atrai a atenção do futuro comprador. Veja abaixo quais os principais pontos avaliados na hora da venda do veículo:

Sistema de Freios – Pastilhas e Discos

O sistema de freios diz muito sobre o tratamento que era dado ao veículo, é importante lembrar que a troca de freios e pastilhas requer também cuidado com o disco de freios. Verifique se ele está muito gasto e se também não precisa de reparo ou troca. O sistema de freio inclui as quatro rodas, por isso falamos em traseiro (freio de mão) e dianteiro (freio pedal). Mantenha ambos conservados, o sistema de freios é o responsável pela maioria dos acidentes.
Exaustão
Mantenha sempre em ótimo funcionamento, ele é o principal responsável pela emissão de gases poluentes e principalmente consumo em excesso de combustível, fato crucial para o comprador que opta sempre pela economia.
Sistema de Injeção
Verifique sempre o prazo correto de troca de cada item responsável pela injeção eletrônica do carro: correias, velas, cabos, filtros e bicos injetores. São detalhes que podem comprometer a estrutura do veículo, causando ruídos que podem demonstrar mal estado do carro.
Sistema de Rodagem
Pneus e Rodas: pneus carecas, nem pensar! Os pneus devem estar sempre revisados. É importante dar uma atenção especial também para as rodas que não podem estar amassadas ou avariadas, isso pode comprometer todo o sistema de suspensão do carro.  Às vezes uma leve trepidação do carro, que não consideramos tão importante, com o passar do tempo pode se tornar um perigo e afetar todo o sistema de rodagem.
O bom funcionamento do motor é algo simples
Manter o motor sempre lubrificado (óleo) e refrigerado (água) é algo bem simples, mas é um item geralmente esquecidos pelos motoristas. Verifique sempre os níveis de água e óleo, fique atento para possíveis vazamentos e faça a troca do óleo sempre que necessário. Isso demonstra ao comprador que o automóvel foi bem cuidado.

Detalhes que parecem simples podem fazer a diferença: guarde todos os comprovantes das manutenções, serviços e trocas que realiza em seu veículo. Isso é de extrema importância e valoriza muito o veículo na hora da venda, sem contar que ainda ajuda a estar sempre em dia com os prazos e informações do carro.

Fonte: INÉDITA COMUNICAÇÃO

Read Full Post »

Hoje em dia muitos motoristas não se preocupam com a manutenção de seus pneus, mas isso muitas vezes ocorre por falta de instruções ou dicas.

pneus-goodyear

Para ajudá-los na escolha e manutenção dos pneus, a Goodyear destacou algumas recomendações que o motorista deve seguir para garantir um bom desempenho, durabilidade e segurança para todos:

Escolha o pneu correto: Verifique se o desenho da banda de rodagem, o índice de carga e o símbolo de velocidade, são compatíveis com o recomendado pela montadora verificando o manual do fabricante do veículo, sempre respeitando essa recomendação em caso de reposição. Para saber mais sobre os dados obtidos na lateral dos pneus clique aqui.

Nunca misture pneus de marcas, medidas, tipo de construção (radial ou convencional) e desenhos da banda diferentes, bem como pneus novos com usados ou reformados. E, por último, se repor apenas dois pneus (veículos de passeio), instale-os no eixo traseiro do veículo.

Verifique a pressão de ar: Por ser um dos fatores críticos que afetam o desgaste do pneu e, conseqüentemente, sua vida útil, a pressão de ar deve ser checada semanalmente ou, no máximo, a cada 15 dias. Muito importante é checar a pressão quando os pneus estão frios, de manhã, evitando que o pneu rode longas distâncias e usar a pressão especificada pelo fabricante do veículo.

Balanceamento: O balanceamento das rodas deve ser feito sempre que for realizada a troca dos pneus, o rodízio ( recomendado a cada 5 mil quilômetros) ou algum reparo no pneu ou na câmara de ar. Outros indícios de que o serviço deve ser feito são sinais de vibração ou desgaste irregular na banda de rodagem. Ele é importante porque rodas desbalanceadas danificam os pneus, diminuem sua vida útil e provocam desconforto ao dirigir.

Alinhamento: O alinhamento é indicado para oferecer uma eficiência maior da rodagem do pneu, melhor dirigibilidade e eficiência na hora de esterçar. A maneira mais simples de saber se há necessidade de alinhamento é prestar atenção se os pneus estão “cantando” nas curvas e se o volante fica descentralizado nas retas.

Rodízio: O rodízio deve ser feito a cada 5 mil quilômetros, indicado para compensar diferenças em desgastes, permitindo um aumento em quilometragem e em eficiência e proporcionando boa estabilidade, especialmente em curvas e freadas. Importante: o primeiro rodízio do veículo é o mais importante. Cada veículo possui um esquema específico de rodízio (dependendo do tipo de tração, tipo de veículo, etc), portanto o ideal é consultar um revendedor oficial para saber qual é o  recomendado para o seu.

Esperamos que essas dicas tenham sido construtivas, para mais algumas matérias sobre manutenção do carro, clique aqui, aqui, aqui e aqui

Read Full Post »

As vezes pensamos que só precisamos nos preocupar com a Ecologia comprando “Sacolas Ecológicas”, etc, mas esquecemos que no nosso meio de transporte pode estar um grande poluidor do ambiente, o famoso pneu!

Pesquisa feita pela Bridgestone em 6240 veículos em 6 países da América Latina em 2008 concluem que um em cada três motoristas dirige habitualmente com baixa pressão em pelo menos um dos pneus de seu carro (ou seja, 7 psi abaixo do recomendado pelo fabricante do veículo). Entre esses motoristas, um em cada seis dirige em situação de risco por deixar os pneus com pressão abaixo do limite mínimo de segurança (10 psi abaixo do recomendado).

Ainda como consequencia da baixa pressão de pneus, a cada ano, os motoristas desperdiçam 660 milhões de litros de combustível, o equivalente a US$ 645 milhões. Os números também refletem na emissão extra de 1,552 milhões de kg de CO2 na atmosfera.

A baixa pressão de pneus também causa efeito extremamente negativo para a durabilidade dos pneus, pois exige um trabalho extra da banda de rodagem e causa a flexão excessiva das paredes laterais. Juntos, esses dois fatores podem causar uma falha nos pneus.

A ação é parte da campanha “Torne Seu Carro Ecológico”, um programa global da Bridgestone em conjunto com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), iniciado em 2008 e que tem como objetivo reduzir o impacto gerado pelos veículos no meio-ambiente.

pneu_poluiçao_sc

Read Full Post »